Não perca: Australian Open pode ter duas finais históricas

O Aberto da Australia de 2017 terá Nadal vs Federer na chave masculina

O Australian Open marca a estreia da temporada de Grand Slams do tênis com seus jogos correndo madrugada adentro. Se ficar acordado é um tarefa difícil, ao menos os jogos vem ajudando na tarefa, sempre trazendo grandes surpresas. Começou com Novak Djokovic, campeão de 5 das últimas seis edições do torneio, sendo eliminado ainda na segunda fase pelo uzbeque Denis Istomin.

Depois foi a vez de Rafael Nadal e Roger Federer voltarem no tempo para jogar em altíssimo nível. O suíço já está na final enquanto o espanhol disputa uma vaga nela com Grigor Dimitrov. Porém o caminho dos dois não foi nada fácil. Com o Nadal em nono do mundo e Federer só na 17ª, nenhum dos dois foram cabeça de chave do torneio, transformando seus caminhos até aqui complicados. Ao todo, os dois enfrentaram cinco top-10 do mundo (Berdych, 10; Nishikori, 5; Wawrinka, 4; Monfils, 6; Raonic, 3) no torneio, incluindo um jogo épico entre os compatriotas Federer e Wawrinka que valeu a Roger sua primeira final de Australian Open em sete anos.

KEY BISCAYNE, FL - APRIL 01: (L-R) Roger Federer of Switzerland and Rafael Nadal of Spain pose for a photo at the net prior to their men's semifinal match during the Sony Ericsson Open at Crandon Park Tennis Center on April 1, 2011 in Key Biscayne, Florida. (Photo by Al Bello/Getty Images) Photo by Al Bello/Getty Images

Photo by Al Bello/Getty Images (/)

Agora, os dois estão perto repetir pela nona vez o duelo em final de Grand Slam. O jogo do título acontece na madrugada de sábado (28) para domingo (29) as 6:30 com transmissão da ESPN.

14 anos depois

LONDON, ENGLAND - JULY 01: Venus Williams (l) and Serena Williams of the United States during their Ladies Doubles second round match against Kristina Barrois of Germany and Stefanie Voegele of Switzerland on day eight of the Wimbledon Lawn Tennis Championships at the All England Lawn Tennis and Croquet Club on July 1, 2014 in London, England. (Photo by Jan Kruger/Getty Images) Photo by Jan Kruger/Getty Images

Photo by Jan Kruger/Getty Images (/)

A chave feminina também não ficou para trás no quesito emoção, e garantiu uma final histórica. Depois de 14 anos, as irmãs Williams voltam a se enfrentar em uma final de Australian Open.

Será a nona vez que as duas se enfrentam em uma final de Grand Slam, situação aonde Serena tem vantagem de 6 a 2 ante a irmã.

Venus, de 36 anos, é uma das mais experientes atletas do circuito, e volta a figurar em uma final dos quatro grandes torneios após longa ausência. Sua última final foi em Wimbledon em 2009, quando perdeu para sua irmã por 7/6 e 6/2. O Australian Open é o único Grand Slam que falta em sua coleção.

Para Serena, uma nova vitória ante a irmã lhe garantiria 23 títulos de Grand Slam, um recorde na era aberta.

A final acontece na madrugada de sexta (27) para sábado (28) as 6:30 com transmissão da ESPN.