Spider, o retorno

Como está o ex-campeão mundial do UFC Anderson Silva, o maior nome do MMA nacional, em sua volta aos octógonos depois da fratura na perna?

Quando o lutador Anderson Silva, tentando recuperar o título de campeão mundial dos pesos médios do UFC, desferiu um chute com a perna esquerda no americano Chris Weidman, em dezembro de 2013, acabou protagonizando uma das cenas mais pavorosas do MMA. A cerca de 55 km/h, o golpe resultou em fraturas na tíbia e na fíbula. Levado ao hospital universitário de Las Vegas, cidade onde ocorria a luta, ele teve uma haste de titânio inserida dentro da tíbia. Desde então, começou um processo de recuperação física e mental que vai ser colocado à prova no dia 31 de janeiro, quando finalmente retorna ao octógono do UFC, em uma luta contra o americano Nick Diaz na mesma Las Vegas.

Foram sessões diárias de fisioterapia, que incluíam estimulação muscular, alongamentos, exercícios na água e drenagem, entre outros. “Em três meses ele já deu seu primeiro chute”, conta o fisioterapeuta Cesar Augusto Demeski. “Quando fazemos recuperação de lesão em atletas, que dependem do corpo para trabalhar, procuramos traçar os objetivos para reabilitação o mais rápido possível. Assim, prejudicamos menos o psicológico, a parte mental. Se demorar muito, o atleta pode ficar com a autoestima abalada.”

“Eu mesmo estava um pouco receoso com o tempo de recuperação”, confessa o ortopedista Marcio Tannure, diretor médico do UFC no Brasil. “Uma lesão assim pode levar de três meses a um ano para se consolidar. Mas ele teve uma recuperação acima da média.” Embora o osso já esteja 100%, o trabalho continua. Anderson perdeu mais de 50% da musculatura na perna esquerda. Em julho, ele chutava com 30% menos força com ela. No meio de dezembro, a diferença era de 12% — 10% já é considerado aceitável.

Tannure diz que Anderson chegou a pensar em parar. “Houve altos e baixos. Hoje ele está com a cabeça boa. Claro, tem a ansiedade do retorno.” O próprio Spider confirma. “Está difícil segurar a ansiedade. Minha grande preocupação é como vai ser essa volta, não é com o adversário”, disse em uma coletiva de imprensa.

Um dos melhores amigos de Anderson, o ex- campeão peso-pesado Rodrigo Nogueira, o Minotauro, sabe bem o que é se recuperar. Ele já fez nove cirurgias por causa de lesões do esporte, a última delas em junho, da qual está em processo de recuperação. “Quando um atleta se lesiona, surgem mil perguntas na cabeça, tipo: ‘Vou conseguir ter o mesmo desempenho de antes?’”, diz. “Tem que ser corajoso para voltar a chutar depois disso, mas atleta de MMA é um bicho doido. Ele já está chutando bem com a perna machucada. É a hora de Anderson mostrar sua real força.”

>>>A revista VIP vai acompanhar ao vivo a luta de Anderson no próximo sábado, em Las Vegas, e vai contando até lá como está sendo a semana do lutador. O evento vai ser transmitido pelo Canal Combate a partir das 21h, com narração de Rhoodes Lima e comentários de Luciano Andrade, Kyra Gracie, Rodrigo Minotauro e Flavio Canto. Com um atraso de alguns minutos, a luta também será transmitida pela TV Globo.

– —- –