4 dicas para escolher o relógio certo em cada ocasião

Seja num baile de gala ou num jogo de futebol com os amigos, sempre existe o acessório certo para usar

Relógios

 (Pixabay/Reprodução)

Você é daqueles que costuma tem apenas dois modelos de relógios em casa: um formal e um esportivo?

Se sim, saiba que muitas vezes é melhor sair sem nada no pulso do que levar seu acessório a qualquer lugar.

E não é preciosismo.

Como uma peça de roupa, relógios foram feitos para frequentarem lugares certos.

Então, está na hora de aumentar suas opções de modelos.

Como um relógio não é item obrigatório na aparência, você pode se reservar o direito de comprar cada um em períodos longos de tempo, evitando gastar muito.

São quatro modelos essenciais, que podem ser muito bem variados. Assim como os óculos, seu relógio deve combinar com você.

 

1. Onde o formalismo fala mais alto –e a descontração também

Relógio tattoo

 (Pixabay/Reprodução)

Para aqueles eventos onde nem todos estão com terno black-tie, o baile de gala e as rodas de pôquer ao estilo Casino Royale, o ideal é usar um relógio elegante, mas discreto – e pulseira de metal.

Ele deve ter um diâmetro pequeno e ser da mesma cor das abotoaduras. Se a abotoadura tiver pedras, elas devem combinar com o mostrador do relógio.

 

2. Naquele momento de descontração

Relogio

 (Pixabay/Reprodução)

A hora é de descanso, e não de trabalho, as roupas são informais e você se arrisca até com uma camiseta de estampa chamativa.

Para esses momentos, o melhor relógio é qualquer um de aço escovado que muito social, de preferencia com um mostrador mais chamativo e a pulseira mais grossa, de metal.

É o momento em que pode-se usar um modelo com referencia a marcas de carro, por exemplo.

3. Para os dias de trabalho

Relógio Entrevista Emprego

 (Pixabay/Reprodução)

Você está numa mesa de reunião e quer deixar boa impressão.

Prefira um relógio com pulseira de couro, caixa e coroa maiores, seja em aço ou amarelo ouro.

A regra de combinar com as abotoaduras, se houver, persiste.

Nunca use algum relógio incrustado com pedras. É cafona demais se você não for um artista excêntrico.

Outra lição é nunca deixa-lo frouxo de maneira que ele fique correndo pelo seu braço.

 

4. Para os esportes

Relógio Esportivo

 (PIxabay/Reprodução)

Muda tudo.

Agora a pulseira é de borracha e o relógio é digital.

Aquele que foi feito para ser arranhado, tomar chuva e cair na lama. Deve ser sempre à prova d’água.

De preferência, preto e sem muito volume na caixa.

Afinal, não é um escudo.

 

Veja também