Onitsuka Tiger: charme nos pés de três ícones de estilo

O que o restaurateur Renato Calixto, o fotógrafo Ike Levy e o produtor de gim Arturo Isola têm em comum? Criatividade, espírito empreendedor e bom gosto

Renato Calixto

 (Fred Othero/Revista VIP)

Casualidade moderna

Renato Calixto, restaurateur

Renato Calixto

 (Fred Othero/Revista VIP)

Fã de tênis de cores chamativas e confortáveis, como o modelo da Onitsuka Tiger na foto (R$ 399,90), o goiano Renato Calixto gastou a sola de muitos pares rodando o mundo antes de abrir, no ano passado, o restaurante Factório, em São Paulo.

Em 2005, mudou-se para São Paulo, onde, em vão, tentou concluir a graduação em relações internacionais. Para desanuviar, morou seis meses em Barcelona, onde trabalhou como garçom.

De volta a São Paulo, graduou-se em relações públicas. O interesse por comida o levou a cursar um mestrado na Universidade de Ciências Gastronômicas, no norte da Itália.

Calma, ainda não acabou. Um ano depois, lá estava ele em Copenhague, estagiando com Alessandro Porcelli, fundador da série de eventos Cook it Raw.

Em 2015, inaugurou o italiano Nino Cucina, no Itaim, ao lado do chef Rodolfo De Santis. A parceria foi desfeita em abril de 2017.

Adivinha o que Calixto fez? Embarcou para a Europa em busca de ideias. Voltou com o conceito de restaurante com um único menu, servido do café da manhã ao jantar.

Aos 34 anos, vai a pé para o trabalho. É com um sorriso de ponta a ponta que recepciona a clientela. “Receber as pessoas me dá um prazer enorme”, diz.

 


Estilo sobre duas rodas

Ike Levy, fotógrafo

Ike Levy

 (Fred Othero/Revista VIP)

Procurar em Ike Levy o estereótipo do motociclista fora de forma e com cara de poucos amigos é tão difícil quanto comparar uma scrambler com um patinete.

Esse publicitário paulistano de 42 anos costuma circular de moto por São Paulo de calça jeans, óculos Evoke e capacetes retrô da Urban Helmets.

Nos pés, tênis de cores escuras, como o novo Onistuka Tiger MHS (R$ 599,90). Embaixador da Triumph, ele pilota uma moto diferente da montadora britânica a cada mês. A guinada para a fotografia também tem a ver com velocidade.

Radicado em Miami no final dos anos 90, ele se dispôs a clicar o piloto de fórmula Indy Raul Boesel. “As fotos agradaram e resolvi mudar de profissão”, resume ele, nosso colunista da seção Ideias.

Com um iPhone 7 Plus, clica as imagens de sua conta @fotografilhos, no Instagram, mesmo nome de seu canal no YouTube, em que registra suas andanças com a mulher, a cantora Luciana Mello, e os filhos Nina e Tony.

Para os trabalhos profissionais, recorre a uma Canon EOS 5D Mark IV.

 


Elegância no clima do Rio

Arturo Isola, empresário

Arturo Isola

 (Fred Othero/Revista VIP)

Antes de se apaixonar pelo Brasil, o italiano Arturo Isola, 44 anos, enamorou-se da estilista Maria Rita Magalhães, dona da grife ATeen.

Conheceram-se em 2007 e, três anos depois, lá estava Arturo morando no Rio e casado. Hoje, circula de tênis, calça de sarja e camisa com as mangas dobradas – o estilo cool que combina com o sneaker Onitsuka Tiger California (R$ 399,90).

Ele é um dos fundadores do gim Amázzoni, produzido no interior fluminense, com álcool de cereais e 11 botânicos, vencedor da categoria melhor produtor artesanal no World Gin Awards, o Oscar do setor.

A conversão em produtor de bebida começou após uma noite de porre. Ele e o artista plástico Alexandre Mazza mantinham uma confraria destinada ao consumo de gins reputados.

Naquela noite, entornaram o argentino Príncipe de los Apóstoles, produzido por Tato Giovannoni, e Arturo resolveu tirar a ideia do papel com Mazza.

O Amázzoni só surgiu dois anos mais tarde, após 45 receitas no lixo. E depois que a dupla chamou Giovannoni para a empreitada.

 


O legado — A história de sucesso entre criador e criatura

Kihachiro Onitsuka

 (Fred Othero/Revista VIP)

Em 1949, Kihachiro Onitsuka criou em sua sala de estar, em Kobe, no Japão, o primeiro sneaker Onitsuka Tiger. A ideia do fundador era resgatar a autoestima dos jovens do país no período pós-guerra e incentivá-los a praticar esportes.

Nessa época, ouviu a seguinte frase, que virou um mantra: “Se você rezar para Deus, deveria rezar para uma mente sã em um corpo são (anima sana in corpore sano)”.

Essas palavras marcaram a vida do sr. Onitsuka e foram a motivação para que ele criasse eficientes calçados esportivos e, em última instância, promovesse a saúde dos jovens.

Posteriormente, a expressão latina foi a fonte para o acrônimo ASICS, principal marca do grupo. O girassol também foi o símbolo escolhido para representar essa luta que a marca abraçou desde o início: o desenvolvimento de uma semente da qual brotaria uma flor em pé, alta, sempre em direção ao sol.

Mas essa flor era mais do que isso, era sua filosofia e uma alusão ao esporte que, como o sol, iria revitalizar a próxima geração.

E assim foi. Hoje, a marca que mantém essa herança histórica com sneakers icônicos celebra o centenário de Kihachiro Onitsuka com uma coleção limitadíssima, repleta de tradição e ideologia.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s