Quem são os embaixadores das maiores marcas de relógio

Durante a 28ª edição do SIHH em Genebra, VIP conversou com o alpinista e embaixador da Montblanc Kenton Cool sobre como os rostos das marcas as representam

kenton cool

 (Reprodução/Revista VIP)

“Os movimentos dos meus pés são limitados e sinto um pouco de dor nas costas quando fico muito tempo em pé, como agora, mas ainda dá para tomar mais uma taça de champanhe”, diz o alpinista Kenton Cool, no jantar oficial da Montblanc durante o SIHH, o Salão Internacional de Alta Relojoaria, em Genbra, que aconteceu em janeiro.

Cool até hoje sente as consequências de uma queda de quatro metros de uma parede rochosa no País de Gales, em que quebrou as duas pernas, quando tinha 22 anos. O diagnóstico dos médicos então foi de que ele jamais voltaria a andar.

kenton cool

 (Stu Rose/Reprodução)

Os especialistas estavam errados. Cool voltou a escalar – e como. Só o cume do Everest ele alcançou 11 vezes, mais que qualquer outro alpinista britânico.

Ele virou uma espécie de guia-celebridade local, procurado por famosos, a quem guia um por um, jamais em grupos. Em 2008 e novamente em 2009, ele levou o explorador sexagenário sir Ranulph Fiennes ao topo da montanha mais alta do mundo.

E o que fazia um aventureiro como Cool, acostumado a passar temporadas de seis semanas a mais de 5 mil metros e temperaturas de menos 30 graus Celsius, com costume e gravata, naquele salão nobre em Genebra?

Kenton Cool

 (Kenton Cool/Reprodução)

Bem, ele foi escolhido pela Montblanc como rosto da nova coleção 1858, linha de relógios como inspiração nas montanhas.

“Já dei uma ideia para a Montblanc: montar uma caixa especial de presente com uma pedra do Everest junto com o relógio”, conta Cool, em pé ainda, já na segunda taça.

E o que a Montblanc achou, pergunto. “Ficaram de pensar. Acho que gostaram.”

Kenton Cool segue a primeira regra de um bom embaixador: ter fit com a marca. Ele não estava só. A poucos metros de nós, o ator australiano Hugh Jackman conversava em outra roda.

Hugh Jackman

 (Divulgação/Reprodução)

O eterno Wolverine é tosto da Montblanc desde 2014, para os três principais segmentos: instrumentos de escrita, relógios e leather goods. Jackman está nas campanhas e frequenta os principais eventos da marca. Já a participação de Cool deverá se mais pontual.

“Nossos embaixadores são sempre clientes, antes mesmo de termos entrado em contato com eles. Se alguém não está ligado à marca, ou mesmo ao segmento relógios, como pode nos representar?”, escreveu recentemente em um artigo Ricardo do Guadalupe, CEO da Hublot.

Wynton Marsalis

movado

 (Reprodução/Revista VIP)

Trompetista é embaixador da Movado há 20 anos.

Quais valores você tem em comum com a marca?

Uma crença na integridade das funções, uma compreensão das formas atemporais, diversidade de ofertas para diferentes ocasiões, constante evolução e criatividade, sem sacrificar tradições ou a mecânica fundamental, e dedicação ao trabalho.

Você vê alguma conexão entre música e relógios?

O componente mais importante do jazz é o ritmo. Bateria, baixo, piano e às vezes guitarra são chamados de seção de ritmo e eles ditam o tempo.

Não dá para ter uma ótima banda sem uma seção de ritmo que mantenha um ótimo tempo. Você não consegue se divertir se estiver fora do tempo.

Você sabe quem faz campanha para qual maison?

Eddie Redmayne – Omega

eddie redmayne

 (Divulgação/Reprodução)

Chris Evans – IWC

chris evans

 (Divulgação/Reprodução)

Luke Evans – Bvlgari

luke evans

 (Divulgação/Reprodução)

Chris Hemsworth – TAG Heuer

chris hemsworth

 (Divulgação/Reprodução)

Roger Federer – Rolex

federer

 (Divulgação/Reprodução)

Jake Gyllenhaal – Cartier

jake gyllenhaal

 (Divulgação/Reprodução)

Newsletter Conteúdo exclusivo para você