A estreia de Wendel Castro (e Nany Ferrari) no site da VIP

O fotógrafo paulista e a modelo mato-grossense se unem para um ensaio realizado em Rio Claro, no interior de São Paulo

Trabalhando em estúdios como freelancer depois de fazer algumas fotos num trabalho autônomo de escritório, Wendel Castro sempre gostou de moda – e aplicou isso em outros projetos relacionados a books fotográficos de casais e crianças, sempre direcionados para essa área. Depois de ter um emprego num estúdio especializado em casamentos, o paulista de Rio Claro que se formou em Propaganda e Marketing em 2013 decidiu que trabalharia sozinho e expandiria suas fronteiras fotográficas no mesmo ano em que obteve seu diploma.

Os ensaios sensuais com nu já existiam, mas ficavam fora do seu portfolio – até agora. “O primeiro nu artístico feminino foi com a Nany. Fizemos ele no final de janeiro desse ano, em um ponto turístico de Rio Claro (SP), com área de visitação e alguns outros locais restritos – como O Engenho, uma antiga indústria. Durante a foto ninguém apareceu, à exceção da maquiadora e o namorado da modelo.”

Wendel já gostava da VIP antes de aparecer aqui no site quando, há alguns anos, viu o trabalho de uma amiga aparecer na revista. “Muito bacana o espaço que existe para que novos fotógrafos possam exibir seus trabalhos.”

Já Nany – que é Raiany Ferrari – trabalha como modelo e auxiliar num estúdio de tatuagem em Piracicaba, interior de São Paulo. A vida de modelo veio desde cedo, e aos 19 anos a garota nascida em Alta Floresta, no Mato Grosso, já pendia para a sensualidade na fotografia. “Meu primeiro ensaio, porém, é um book feio de doer os olhos”, se diverte contando. “Desenvolvi uma facilidade e naturalidade para trabalhar dentro disso, o que ajuda bastante o fotógrafo no desenvolvimento do ensaio”, completa.

 

Você também pode brincar de contar as tatuagens da garota durante os ensaios. Spoiler: são mais de 20.  A primeira delas, na costela, é a assinatura do próprio pai – uma das prediletas da modelo. Ali perto da primeira tatuagem também fica uma das partes favoritas do corpo de Nany. “Eu amo meus seios e meu bumbum, mas acho que minha sensualidade está concentrada em meus olhos”. No tempo livre ela gosta de ficar com a família e o namorado.