[Ensaio VIP] Dani Suzuki, o sol que nos aquece

Dani Suzuki não é uma mulher comum. Mas não só pelos motivos que você confere nestas imagens

Dani Suzuki Top: Jo De Mer; calcinha de biquíni: Cecília Prado; brincos: Antonio Bernardo.

Top: Jo De Mer; calcinha de biquíni: Cecília Prado; brincos: Antonio Bernardo. (Yuri Sardenberg/VIP)

Mais alta do que muitos imaginam (1,65 metro), corpo forjado pelo balé clássico, Daniele Suzuki tem uma voz ligeiramente rouca e grave que parece contrastar com a graça e leveza de seus movimentos. É com essa sutil dissonância que ela lembra como ficou à vontade nas fotos que você está vendo aqui, com especial predileção pela parte molhada: “Foi diferente. Embaixo d’água, então, tudo fica mais climático”.

O charme raro de garota carioca com traços japoneses passou incólume por três décadas de biquíni sob o sol. E com sensíveis ganhos no intangível. “Me sinto melhor agora do que aos 20, aos 28 ou 29…  Com a minha idade, uma mulher tem mais segurança do que é, mais segurança do que ela quer”, disse na época com 37 anos.

Dani Suzuki Top: Intensify.me; calcinha de biquíni: Jo De Mer.

Top: Intensify.me; calcinha de biquíni: Jo De Mer. (Yuri Sardenberg/VIP)

O corpo também se beneficiou dos efeitos de muita capoeira, dança e, em especial, ioga acrobática, praticada em temperatura elevada – e que, portanto, exige maior condicionamento.

Dani Suzuki Top: Intensify.me; calcinha de biquíni: Jo De Mer.

Top: Intensify.me; calcinha de biquíni: Jo De Mer. (Yuri Sardenberg/VIP)

Foi longe aquela gatinha que vendia sanduíche natural entre a rapaziada alternativa do Posto 9, em Ipanema, para custear os estudos de desenho industrial na PUC. Superou dificuldades financeiras após o divórcio dos pais e soube aproveitar a oportunidade nos primeiros anos do seriado Malhação, na TV Globo. A partir daí fez carreira sólida como atriz e apresentadora, casou, tornou-se mãe, descasou, fez curso de cinema em Nova York, virou diretora de curtas…

Dani Suzuki Calcinha de biquíni: Blue Man.

Calcinha de biquíni: Blue Man. (Yuri Sardenberg/VIP)

Dani não disfarça o tesão pelo trabalho por trás das câmeras. Suas experiências antropológicas e as viagens dos quatro anos em que comandou o programa Tribos, no Multishow, virou livro e ela publicou também um livro infantil baseado nas histórias contadas pelo filho, Kauai. “Cada vez mais quero trabalhar com isso”, diz a atriz que também já produziu um curta escrito e dirigido por ela com trilha sonora composta pela amiga Maria Gadú.

Dani Suzuki Maiô: Mar Rio; anéis: Antonio Bernardo.

Maiô: Mar Rio; anéis: Antonio Bernardo. (Yuri Sardenberg/VIP)

O surfe, esporte em que iniciou já adulta, na Barra e na Prainha, com farta documentação por parte dos paparazzi, lamenta não poder praticar tanto. “Depois que tive o Kauai, não pude dar muita sequência. Hoje prefiro o mar da Praia da Macumba, mais tranquilo.”

Dani Suzuki

 (Yuri Sardenberg/VIP)

Sem inibições para tirar a roupa em trabalhos como atriz ou sessões de foto, Dani conta que não pretende posar em ensaios mais explícitos. “Porque não preciso. Fico nua no estúdio em poses que não mostram tudo, numa boa. Se for no clima deste ensaio, curto bastante.” Os fãs podem aguardar novos mergulhos com o mesmo magnetismo. “Ainda quero viver muita coisa.”

Dani Suzuki Top: Jo De Mer; calcinha de biquíni: Cecília Prado; brincos Antonio Bernardo.

Top: Jo De Mer; calcinha de biquíni: Cecília Prado; brincos Antonio Bernardo. (Yuri Sardenberg/VIP)

Dani Suzuki Body: Vitorino Campos; anéis: Antonio Bernardo.

Body: Vitorino Campos; anéis: Antonio Bernardo. (Yuri Sardenberg/VIP)

Fotos: Yuri Sardenberg

Estilo: Gregório Souza

Produção de moda: Kaká Lobo

Beleza: Ricardo Tavares

Assistentes de fotografia: Ana Monteiro e Bernardo Calmon

Tratamento de imagem: Marcelo Tavares/CTI 

Agradecimento especial: Hotel Vila d’Este Búzios (22 2623-1049; viladeste.eco.br)

Veja também
Newsletter Conteúdo exclusivo para você