[Ensaio VIP] O toque de ouro de Giovanna Antonelli

A atriz acumula sucessos além das novelas. Empreendedora e com tino para os negócios, é uma das artistas mais requisitadas pela publicidade

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

O furacão Giovanna Antonelli é um paradoxo. Sua presença é enérgica, que pilha e chacoalha quem está perto, mas, ao mesmo tempo, é tranquilizadora e alto-astral.

Assume um jeito peculiar de ser controladora, pois sua cobrança de exigência é contornada com tiradas de sarro e uma conversa desbocada. Uma postura que aprendeu com o amadurecimento.

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

É fácil confiar que tudo vai dar certo quando se está ao lado dela. Aos 41 anos, diz que ainda não está no seu ápice.

“Minha disposição é maior, pois minha qualidade de vida hoje é melhor do que com 20 ou 30 anos. Conforme você envelhece, vai ficando menos ignorante, ganhando mais consciência”, diz.

Com um fôlego difícil de acompanhar, sua preocupação com o corpo vai além da boa forma.

“Até diminuí a quantidade de café de tanta energia que tenho. Malho para conseguir manter o pique. Preciso ter bom preparo físico para dar conta de todas as funções que acumulo.”

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

Há uma aura de pressa sobre ela, desde o jeito de articular para falar, até as palavras que saem entrecortadas pela sua boca.

“Eu quero botar a mão e resolver, pois acho que tudo pode ser mais simples e objetivo. Eu aprendi a ser prática, mas não que isso seja uma qualidade, acabo atropelando as coisas. Mas a gente aprende errando”, reflete.

Porém, para quem a assiste na primeira fila, os erros passam longe de Giovanna. De 2012 a 2017, ela emendou quatro personagens na TV, de protagonistas a papéis de destaque. Roubou a cena muitas vezes e recebeu a responsabilidade de alavancar a audiência dos folhetins.

Enquanto está no ar, a Central de Atendimento ao Telespectador da Globo é bombardeada de pedidos sobre os acessórios que caracterizam Giovanna.

“Adoro quando esses itens chegam à Rua 25 de Março e ao Saara [centros de comércio popular de São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente]. Aí dá para ter uma ideia do tamanho do sucesso.”

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

Tanta popularidade também fez brilhar os olhos de grandes marcas, que passaram a querer associar seus nomes ao de Gioanto, como é chamada carinhosamente pelos seus amigos e parceiros (e também como é identificada no Instagram).

A primeira associação foi em 2014, com uma marca de esmaltes. De lá para cá, ela já emprestou sua imagem para empresas que produzem de remédio antigripal a condomínio de casas em Orlando (EUA), de óculos de sol a bolsas.

“A credibilidade que conquistei ao longo da minha carreira foi uma troca que fiz com o público. As pessoas dizem que se inspiram em mim, mas mal sabem que me inspiro nelas também. Elas oferecem um material que me alimenta. Eu também paro as pessoas na rua e pergunto onde foi que compraram tal coisa.”

Sua mais nova empreitada foi o lançamento de uma marca própria de perfumes. Em uma parceria entre a maison franco-brasileira Courtois/Mourot Parfums Paris e a Mane, líder no setor de fragrâncias da França (responsável por grifes como Hermès e Jo Malone), a linha de Giovanna tem três versões.

“São perfumes femininos de nicho que estarão em perfumarias exclusivas da Europa”, revela orgulhosa.

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

O evento que marcou o início das vendas aconteceu dia 30 de março, em Portugal. “Este ano eu não faço mais novela. Vou me dedicar intensamente à minha vida doméstica e ao que tenho em paralelo à minha vida de atriz. Essa é minha meta de 2017. Emendei trabalhos durante cinco anos. Agora, eu preciso respirar, viajar, estudar, me reinventar.”

Sua primeira parada foi Nova York, onde passou quase há um mês com o marido fazendo cursos paralelos à profissão de atriz, como produção e direção artística.

Agora, no segundo semestre, mudou-se temporariamente com a família para Lisboa. “Quero dar a experiência de morar fora aos meus filhos e minha ligação com aquele país é muito forte.”

Enquanto isso, suas empresas vão ser tocadas por pessoas de confiança — um bom trabalho de desapego para quem é tão controladora, como ela mesma diz.

Giovanna tem tino para os negócios: é dona de uma rede de franquias de clínicas de depilação a laser, a GIOlaser; uma marca de sucos naturais, a Amì, em sociedade com o ator Rafael Cardoso; uma linha de esmaltes licenciada com a fabricante Hits Speciallità, além de assinar coleções de óculos, joias e bolsas.

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

Apesar de ter o apelido de Midas, o personagem da mitologia grega que transforma em ouro tudo aquilo que toca, Gioanto garante que nem sempre foi assim.

“Eu já fui roubada, passada para trás, traída… É óbvio que você fica frustrada, mas isso me dá uma gana, um sangue nos olhos para vencer. Com isso, acabo fazendo algo melhor do que antes.”

O passado pouco importa para ela, pois sua maior preocupação é com o futuro.

“Eu penso na minha aposentadoria, no que vou deixar para meus filhos e no conforto que posso proporcionar à minha família. Não quero nunca ser pega desprevenida.”

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

O passar do tempo só faz bem a ela. Além da maturidade financeira, também adquiriu consciência da própria beleza. Ela sabe o que vestir para valorizar suas formas, como se posicionar e o jeito de hipnotizar a plateia.

“Eu não exploro minha sensualidade. Se eu a tenho, ela vem de dentro, talvez pela minha personalidade. Para ser sexy, não precisa ser sexy. Eu exploro meu lado moleca e mandão.”

Casada há oito anos com Leonardo Nogueira, diretor da TV Globo, ela diz que passou da fase de se arriscar — tampouco gosta de inventar maluquices no sexo.

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

Descarta qualquer coisa que fuja do seu domínio, mas não que isso seja um fetiche de dominação.

“Sou uma pessoa muito quente, densa. Eu vivo intensamente. Então, todo relacionamento que eu tenho, seja de homem e mulher, seja de amizade, ele é intenso”, declara sem falsa modéstia.

“O que me atiça é admiração. Eu admiro meu marido. Admiração e amizade são a base do amor.” Talvez a descoberta mais surpreendente sobre a intimidade de Giovanna seja seu lado conservador.

Não é caretice, mas fazer loucuras não é sua praia. Tem uma preocupação muito grande de não botar tudo que conquistou a perder.

Giovanna Antonelli

(Maurício Nahas/VIP)

“Não gosto de nada que me tire a consciência. Não uso drogas nem outra coisa que me tire o pé do chão. Faço só análise, volta e meia, para dar uma baixada na bola. Tem dias que eu mesma fico cansada de mim.”

Enquanto isso a gente só quer mais de Gioanto.

 


Styling: Rodrigo Grunfeld e Ale Duprat
Beleza: Everson Rocha
Locação: Hotel Vila Galé Rio de Janeiro (vilagale.com)
Assistentes de fotografia: Charles Willy e Diego Lima
Tratamento de imagem: Marisa Tomas / CTI