LETÍCIA BIRKHEUER: A MOÇA DO SUL

Um drinque, bom papo... Não precisa muito pra seduzir essa garota direta, de ideias claras como seus olhos. Dúvida? vai lá: se deleite

Por Leandro Beguoci

Muitos homens estão fazendo cursos de sedução. Pois é. A gente anda tão soterrado por informação (desligue o celular) que acaba sabendo coisas demais sobre assuntos irrelevantes. Com isso, aos poucos, vai esquecendo o que faz a diferença. Aí, acaba pagando alguém para nos ensinar o que pode ser óbvio.

 

Por isso eu, se você fosse, ouviria a Letícia Birkheuer – e não apenas por causa desses olhos cintilantes e desse corpo recém-solteiro, que vem levando marmanjos ao nocaute técnico do desejo. A felicidade não está num manual feito de barbudo para barbudo.

Atriz de novela global, rosto de modelo conhecido mundo afora. Você imagina que uma mulher assim só é feliz falando inglês. Preste atenção, rapaz. Tem horas que Nova York não se compara a Passo Fundo: “Sou uma garota do sul”. Surpresa? Nem tanto.

Perguntei: o que preciso para conversar contigo numa festa? “Ter atitude, charme, beleza, ser interessante e… me oferecer um drinque.” É o óbvio, mas a gente anda esquecendo o óbvio. E para flertar contigo? “Ser charmoso, ter bom papo e… oferecer um drinque.” Drinque está sempre na receita – e ter charme também. Aí arrematei: e para conquistar seu coração, Letícia? “Pra conquistar meu coração não é tão fácil assim, não. E, no momento, não estou nem pensando nisso…” É um fora? É. Mas com elegância. E ela pode, não é? “Após a maternidade, eu voltei a me sentir bonita e sensual, uma mulher desejada.”

Veja também

Para tudo.

Uma breve pausa para a cornetada – como assim, VOLTAR a ser uma mulher desejada? Aqui na VIP nunca teve essa fase de não desejada.

Pronto, continua.

“Estou no melhor momento da minha vida pessoal. Estou solteira, me divertindo, focada no trabalho. Tenho um filho lindo, minha casa, estabilidade financeira e curtindo sem me preocupar com nada.” A vida pode ser mais simples. Agora é o momento de você se ajudar.

Digamos que você fez tudo certo. Ofereceu o drinque. Encarnou o rei do charme. Entendeu que Miami é legal, mas uma tarde numa fazenda é mais interessante. Pegou na mão. Qual o próximo passo? Evitar o desastre. “Não tenho paciência para pessoas mal resolvidas, ciumentas, desconfiadas, que não sabem viver a vida e estão sempre preocupadas com alguma coisa, com medo de traição. Não gosto dessas inseguranças de homens. Acho que é por isso que estou sozinha”, lamenta.

Então, fica aqui a nossa última dica de utilidade pública (desde que você saia do WhatsApp AGORA): quer acabar com a solidão da Letícia, ou de qualquer outra mulher que faça esse seu coração peludo bater mais rápido? Não seja um menino babão. Seja apenas o cara legal que você, aí no fundo, é.

Fotos: Felipe Hellmeister

Realização: Gregório Souza

Estilo: Manoela Fiães

Beleza: Raul Melo (Capa MGT)

Produção de moda: Andrea Levy e Camila Fuza

Assistentes de fotografia: Joe Santos e Bruno Guimarães

Assistente de beleza: Silmara Melo

Tratamento de imagem: Aldo Teixeira e Adhemar Ribeiro /CTI

ATENÇÃO!

Conteúdo impróprio para menores de 18 anos.
Ao continuar com a navegação, você confirma sua maioridade.

Clicando em EU CONCORDO, você declara expressamente que é maior de idade, tem plena capacidade para ver conteúdos destinados exclusivmente a adultos.
Declara, por fim, conhecer e aceitar o Aviso Legal de uso dessa página.