Nataly Machado busca energias em outros países da América do Sul

"Nunca fui tímida em frente às câmeras. Sempre gostei", diz a modelo de 21 anos

É uma grande sul-americana: Nataly Machado está morando no Chile e é apaixonada por comida peruana. Talvez seja a inspiração dos países banhados pelo Pacífico que lhe dê tanto fôlego. A paulista de 21 anos vive torrando calorias correndo, malhando e dançando nas baladas a que vai pelo menos uma vez por semana. Comprometida (mora com o namorado há dois anos), ela diz que respeito e bom humor são requisitos obrigatórios para um homem.

Você viaja bastante a trabalho?
Viajo, sim. A última foi para Paris e foi um obstáculo na minha carreira pelo qual passei com sucesso. Apaixonei-me por lá, é lindo demais! Mas gostaria muito de conhecer Bali.

Você fica tímida ao ser fotografada? Faria um ensaio mais sensual?
Nunca fui tímida em frente das câmeras. Sempre gostei. Quando pequena, me produzia com minhas amigas e fazíamos fotos [risos]. Sobre ensaio sensual, acho bacana se for de muito bom gosto.

Se não fosse modelo, o que faria da vida?
Tinha pretensão de fazer teatro. Estou correndo atrás dos meus objetivos como modelo, mas também pretendo abrir uma loja de acessórios no futuro.

Qual o segredo para uma boa transa?
O principal é ter química entre os dois, aí as coisas fluem naturalmente. Amor, diversão… sexo é um pouco de tudo isso, senão fica chato, né?