Acerte na cabeça

O chapéu voltou à moda, é super rock ’n’ roll. Vamos combinar que ele pode deixar um homem irresistível, mas é tãããão fácil o cara estragar o look e ficar cafona! Para você não passar carão com as meninas, eu falei com a Marília Campos Mello, a gata que edita as páginas de estilo da VIP. Confira abaixo as dicas dela para você acertar no modelo, na ocasião e nas combinações.

Jhenny usa:

Na cabeça – Fedora de palha branco (R$ 220), na Essencial;
Na, er, região torácida – Fedora de palha, (R$ 220), na UV Line;
No joelho – Fedora de Lona (R$ 220), na UV Line

FEDORA
Sabe o Humphrey Bogart em Casablanca? Usava fedora. E o Indiana Jones? Fedora. O chapéu dos caras cool tem abas moles que podem ser usadas para cima ou para baixo. Voltou com tudo com as bandas de indie rock nos anos 2000.
Ideal para: baladas em geral.
Combine com: os de lã lisos ou no padrão tweed ficam bem com malhas e tricôs fininhos. Ou blazers justos e camiseta. Para quebrar a seriedade, use com jeans.

TRILBY
Parecido com o fedora, tem aba molenga e é mais casual. Surgiu na Inglaterra e sempre esteve ligado a caçadas e corridas de cavalo. O original é marrom-escuro e tem uma tira fina com um laço pequeno do lado direito. Quem bate ponto com ele é Johnny Depp.
Ideal para: baladas alternativas.
Combine com: colete aberto usado com camiseta, jeans estonado e muitas pulseiras
de feltro cinza, (R$ 120), na Praiana

PORKPIE
Imortalizado por Fred Astaire, o chapéu de abas curtas e copa baixa e reta originou-se na marinha britânica, foi muito usado pelos soldados americanos na guerra civil e voltou a fazer sucesso nas ruas do Japão no ano passado. Por aqui, é uniforme entre os hipsters.
Ideal para: baladas moderninhas.
Combine com: blazer casual justinho, camisa slim fit com colarinho curto, jaqueta de couro com camiseta…
de palha preta, Brixton (R$ 199), na Cartel 011

COCO
Característico chapéu inglês, foi muito usado por banqueiros e corretores de bolsa londrinos no começo do século 20. Ficou pop quando apareceu na cabeça de Alex, protagonista do filme A Laranja Mecânica, ganhou o mundo fashion e compôs o figurino dos movimentos ska e punk.
Ideal para: baladas ao som de punk rock.
Combine com: roupas pretas, com pegada roqueira.
de feltro (R$ 100), na Pralana

PANAMÁ
Apesar do nome, sua origem é o Equador. Leve, é feito de fibras fininhas trançadas de uma palmeira chamada… panamá. A parte superior tem um vinco que facilita dobrá-lo. No cinema, foi usado pelo Inspetor Clouseau de A Pantera Cor-de-Rosa.
Ideal para: usar de dia, no verão.
Combine com: calças de sarja (branca ou cáqui), camisetas com decote em V ou italianinha em tons pastel.
de fibra trançada, Pralana (R$90), na TuA

BOINA DE TWEED
Achatada no topo, tem um caimento bom que favorece a maior parte dos homens. É o modelo predileto do Brad Pitt.
Ideal para: o inverno, de dia ou à noite.
Combine com: blazer de veludo com jeans, blazer xadrez com calça de veludo ou com jaqueta de couro e camiseta. Só não pode combinar um blazer de tweed com o boné de tweed – aí o conjunto fica combinandinho demais!
de algodão (R$ 79), na Essencial

BOINA BASCA
A mais tradicional é a boina basca, originalmente usada pelos escoceses e bascos. De formato arredondado, tem um pequeno puxador na parte de cima. Usada por Che Guevara, sua imagem até hoje é ligada às guerrilhas.
Ideal para: looks invernais diurnos.
Combine com: malha fininha usada com colete de náilon com gomos, jeans e tênis. As de lã cinza são as mais versáteis.
de feltro, Maurice Plas, (R$ 65)

REGRAS GERAIS
Para a noite, prefira os modelos feitos de feltro, lã, náilon ou flanela, lisos ou em padrões como o risca de giz e o tweed. Para o dia, fique com modelos em tons claros ou em tons pastel. Algodão, palha, linho e moletom são ideais.

QUE TAMANHO USAR?
Algumas marcas numeram por P, M e G, mas os fabricantes mais sérios seguem a numeração em centímetros ou polegadas, que corresponde à medida da circunferência da sua testa.

Preços estimados pelos fornecedores em fevereiro de 2011, sujeitos a alterações. Confirme com a loja antes de comprar.

FOTO: EDUARDO COLESI REALIZAÇÃO: ANDREA BUENO PRODUÇÃO: ADRIANA BUONO PRODUÇÃO DE CHAPÉUS: LUCIANO BORTOLOTTI ASSISTENTE DE FOTO: CADU MAYA BELEZA: JERRY ADRIANI (BLZ) FOTOS STILL: ROGÉRIO SALERNO