Chita

GRANDES PRIMATAS VIVOS
CHITA

CHIMPANZÉ QUE ERA A MACACA DO TARZAN. É MACHO E TÁ FAZENDO SUA AUTOBIOGRAFIA

Em questão de superação, os seres humanos devem ter inveja de Chita. O animal mais famoso do cinema passou
mais de três décadas agüentando ser coadjuvante de um esquisitão de tanga que se pendurava em cipós, gritava
“óóóóóóó-óó!” e atendia pelo nome de Tarzan.

Pior: nesse papel de coadjuvante, Chita tinha de bancar a macaca, apesar de ser do sexo masculino na vida real.Mas nada disso abalou o simpático chimpanzé, que superou em mais de 30 anos a expectativa de vida para sua espécie. Até o fechamento desta edição, Chita (ou Cheeta, para os americanos) segue vivo numa pequena reserva animal na Califórnia, às vésperas de completar seu 76º aniversário em abril.

É um recorde de longevidade para chimpanzés, oficializado pelo Guinness Book. Ele já enterrou Tarzans e Janes, e também seu dono anterior. Aposentado do cinema desde 1967, Chita desfrutou a vida muito bem.

Bebeu cerveja e fumou charutos como um bon vivant humano até cerca de 60 anos de idade, quando foi para o lar careta no qual está até hoje. Meio entediado, o bichão se distrai pintando quadros abstratos (que não devem nada aos de artistas humanos moderninhos).E agora se dedica à escrita de sua autobiografia (tá bom, espertão: é óbvio que não é Chita quem está digitando as palavrinhas nocomputador), prevista para ser lançada em outubro nos Estados Unidos.

O livro terá todos os pontos obrigatórios desse tipo de saga: as dificuldades com vícios, o fim do sucesso, queda de pêlos, velhice… Mas Chita ficou firme de 1932 a 2008. Portanto, que grande primata vivo (ou eterno)!