Super-heróis do esporte

RAFAEL NADAL
Altura: 1,85 m Peso: 85 kg Idade: 22

POTÊNCIA E CONTROLE

O espanhol Rafael Nadal Perera, de Maiorca, começou a fazer aulas de tênis, com o tio, aos 5 anos, época em que também entrou em uma equipe de futebol. Ficou indeciso entre os dois esportes até os 12. Ao fazer a escolha, passou a treinar duro, ainda com o tio: cinco horas e meia por dia, todos os dias do ano, sem exceção. Aos 15 anos, Nadal obteve sua primeira vitória em um torneio da ATP. Aos 18, o primeiro título. Em 2004, virou o campeão mais jovem da Copa Davis. Levou o primeiro Roland Garros em 2005. Hoje, tem 31 títulos e é o primeiro do ranking.

 

AVALIAÇÃO

“Vamos dividir Nadal em fragmentos. A parte técnica compreende sua qualidade de saque, voleio, backhand e forehand. A física, a capacidade de repetir os gestos com maior eficiência e força. A mental, a habilidade em suportar a pressão e em fazer o melhor. Na hierarquia, sua parte mental vem em primeiro, com a física. Tecnicamente falando, há tenistas melhores que ele. Mas ninguém o supera mentalmente. A forma como as emoções interferem em seu comportamento é que faz toda a diferença.”

Mark Caldeira é preparador físico da Confederação Brasileira de Tênis

BRAÇOS ABERTOS
A envergadura do tenista passou de 181 para 184 cm nos últimos dois anos. Curiosidade: É canhoto para jogar, mas faz todas as outras coisas (como escrever e comer) com a mão direita

HOMEM FORTE
Tem entre 47% e 50% de seu corpo constituído por músculos. Segundo preparadoresfísicos, aos 22 anos de idade, tem corpo de 25 e cérebro de 30

DOIS EM UM
Tem capacidade aeróbia entre 70% e 75%, próxima da de um maratonista. Mas tem constituição física de um velocista. Por isso, aguenta horas correndo atrás da bola sem perder o ritmo

NIKOLAY VALUEV
Altura: 2,13 m Peso: 136 kg Idade:35

FORÇA

N ascido em São Petersburgo, o russo Nikolay Valuev disparou a crescer na infância: ele sofre de acromegalia, caracterizada pela superprodução do hormônio do crescimento. Valuev começou tarde no boxe, aos 20 anos. Para compensar sua lentidão, o treinador exigia técnica: o fazia repetir 1000 vezes cada direita que errava. Em 2005, o russo tornouse campeão mundial pela primeira vez. Em agosto do ano passado, conquistou de novo o cinturão da AMB (Associação Mundial de Boxe). Das 50 lutas que participou, perdeu só uma vez. Em dezembro, manteve o título ao vencer o veterano Holyfield.

 

AVALIAÇÃO

“A altura é certamente uma excelente habilidade física de Nikolay Valuev, um diferencial competitivo. Eleé grande, tem braços longos, peso, vigor. Ganhou o título, perdeu, ganhou de novo. Não é um campeão eventual. No boxe, alguns traços de personalidade ajudam, como alta capacidade de resistência à frustração e capacidade de superação, além de grande tolerânciaà dor. Valuev tem tudo.”

Rubens Costa é chefe de equipe da Confederação Brasileira de Boxe

GIGANTE
O tamanho faz a diferença. Tem 2,15 m de distância entre os dois braços abertos. E é maior e mais largo que uma porta. Consegue, assim, se defender muito bem dos golpes

PORRADA
A direita do gigante russo é poderosa: Pode alcançar 1 20 KG. É a mesma sensação de ser atingido por um automóvel a 60 KM/H

FOME DE LEÃO
O lutador come 3 KG de carne por dia. a média mundial de ingestão diária de carne é de 100 G. E um leão engole 6 KG de carne por dia

Página   1  2