De vaidade a carreira: por que homens estão adeptos às cirurgias estéticas

Ao contrário do que se pensa, procedimentos cirúrgicos nos lábios, orelha e até mamas não são exclusividades do universo feminino

plastica homem

 (Northeastern PLastic Surgery/Reprodução)

Nos últimos cinco anos, cirurgias de redução de mama aumentaram em 30%.

No total, foram 1,3 milhões de procedimentos realizados em homens no ano passado.

“Mais homens estão conversando sobre cirurgia plástica”, diz Lorelei Grunwaldt, cirurgião plástico nos EUA.

E não são apenas trabalhos estéticos nos peitos. Hoje em dia, os caras até fazem cirurgias labiais para se parecerem com os galãs de novela.

Outro procedimento procurado é o de redução do lóbulo da orelha, também dando um talento na aparência.

Mas a pergunta que fica é: qual a razão de tudo isso?

narcisismo

 (HuffPost/Reprodução)

Uma das ideias é que eles querem ter uma vantagem no trabalho.

“Alguns homens estão procurando um visual mais jovem para a manutenção em cargos competitivos no local de trabalho, algo chamado de ‘vantagem executiva’”, disse Jeffrey Janis, presidente da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos.

Outra hipótese é a imagem nas redes sociais.

“Tudo é aumentado com as mídias sociais e as pessoas querem ter uma boa aparência”, conta disse Stafford Broumand, professor de cirurgia plástica no Mount. Sanai Hospital, em Nova York.

Nessa união entre melhorar o semblante na vida social e profissional, muitas vezes o negócio é recorrer à medicina.

Claro, existem outros motivos que também explicam.

Um deles tem a ver com a saúde, já que uma sobra de gordura nas mamas também pode significar um corpo fora de forma.

homem gordinho

 (Pinterest/Reprodução)

Evidentemente, a auto-estima também fala alto nessas horas.

Com a pulverização do corpo masculino perfeito, com peitorais rígidos e fortes, difícil imaginar um homem que prefira os pequenos “seios”.

Ao tirar a camisa na praia ou mesmo ao correr no parque, é mais do que incômodo imaginar tudo balançando.

Por isso, entrar na faca pode ser uma das alternativas, já que ainda não existem câmaras futurísticas de regeneração corporal.

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você