Estudo revela que beber vinho melhora a criatividade

Cientistas descobriram que o álcool pode estimular sua mente. Em contrapartida, também tira seu foco

Crédito: Reprodução

Crédito: Reprodução (Reprodução/Divulgação)

Os enófilos podem comemorar: não bastasse o prazer pela bebida e todos os benefícios à saúde que ela traz, agora existe mais um motivo para abrir uma garrafa.

Um estudo austríaco publicado no periódico Consciousness & Cognition constatou que uma pequena taça de vinho (ou uma cerveja) pode estimular sua criatividade. Contudo, pode atrapalhar em atividades que demandam mais foco.

Beber vinho te deixa mais criativo

 (CBS/Reprodução)

Para a pesquisa, os participantes foram divididos em dois grupos: os que beberam e os que não beberam. 

Os que ingeriram a bebida alcoólica foram capazes de apresentar respostas mais criativas aos problemas apresentados pelos pesquisadores, como relacionar as palavras “suíço” e “bolo” à palavra “queijo”.

Contudo, o mesmo grupo teve menor controle cognitivo e esteve menos focado ao realizar as tarefas.

 

O pesquisador Mathias Benedek explica que, quando realmente nos concentramos em uma tarefa, nossa mente trabalha com afinco até encontrar uma solução.

O efeito do álcool pode deixar o caminho para a conclusão do trabalho mais longo, mas ajuda finalizá-lo de maneiras diferentes.

“O álcool permite que você entre em contato com seu inconsciente e encontre soluções alternativas”, ele conta.

Benedek sugere que o álcool seja útil num momento de brainstorm, ou seja, quando um grupo precisa apresentar ideias para a construção de um projeto.