Circuncisão não reduz sensibilidade do pênis, revela estudo

Pesquisadores canadenses testaram a reação ao toque, calor e pressão no órgão masculino com e sem o capacete

Penis

 (Pixabay/Reprodução)

Ter o prepúcio (a camada de pele que reveste a glande) não garante mais sensibilidade em relação à circuncisão. 

É isso que pesquisadores do Canadá apontam, de acordo com um estudo publicado em um periódico de urologia.

O mito, de acordo com a doutora Caroline Pukall, da Universidade do Queens, é de que pessoas com a cabeça do pênis exposta tendem a perder um pouco do prazer sexual ao longo do tempo.

Para desmistificar o assunto, cientistas testaram a sensibilidade de 62 homens, de 18 a 37 anos.

Entre os voluntários, só metade havia sido submetida ao processo cirúrgico, enquanto os outros contavam com o capacete.

banana

 (Pixabay/Reprodução)

Os desenvolvedores da pesquisa usaram vários aparelhos para chegar ao resultados, como objetos para tocar os pequenos companheiros em vários níveis de pressão — até eles se manifestarem.

Além disso, um aparelho customizado feito com bastonetes de algodão foi utilizado para medir o toque e colocar níveis variados de temperatura.

Após obter resposta a todos os tipos de estímulos, a conclusão foi certeira.

“Não existem diferenças significativas entre homens com e sem a pele no pênis”, contou a médica.

O que não se pode avaliar, no entanto, foi a reação dos homens as manifestações sexuais, já que ninguém dentro no laboratório chegou a ter relações de fato.

“Como isso é traduzido para uma situação de sexo, com movimentos e outros estímulos acontecendo, não podemos dizer. Mas quando falamos de sensibilidade, não vemos distinções”.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você