Como perder amigos no Facebook

Um pequeno manual de como se dar mal com mulheres e toda sua rede social

Por Dagomir Marquezi

Participo de todas as principais redes sociais. Twitter, Instagram, Google+, LinkedIn, Ello, Periscope, Tsú. Passeio por todas na boa, ganhando e perdendo seguidores, com maior ou menor sucesso, sem grandes problemas. Mas o Facebook… Talvez por ser o mais frequentado, ele pode ficar irrespirável de vez em quando. Tóxico. Pessoas desfazem amizades de décadas naquelas páginas azuis. Romances se desmancham em posts agressivos e respostas letais. Se você estiver interessado em perder amigos e mulheres, aqui vai um pequeno manual de operações:

1. Não pense. Se você quer ganhar antipatia no Facebook, escreva o que vier na sua cabeça como se fosse uma carta para você mesmo. Encare a mais poderosa rede social do mundo como um diário pessoal. Apenas chore seus problemas e destile sua raiva. Xingue, ofenda. Transforme-se num herói da incorreção política. Mas não reclame da solidão.

2. Paquere suas amigas. Aí uma desconhecida posta uma foto numa praia de biquíni. Foi um momento em que ela não se importou de dividir uma foto mais íntima com seus “amigos” de internet, mesmo os desconhecidos. Se quiser um bloqueio, comente o post no aberto: “E aí, gata? Corpão, hein?”. Ah, isso é considerado assédio, mesmo que light.

3. Convide pessoas para grupos em que elas não querem entrar. Uma das maiores “delícias” do Facebook é aparecer uma notificação em seu celular do tipo: “Você foi incluído no grupo Teletubbies Forever”. Claro que o convidado pode mexer nas configurações para evitar notificações. Mas o mais provável é que antes expulse o chato do seu círculo.

//giphy.com/embed/vgyUbeBAVeTy8

4. Escreva sobre política o tempo todo. Diga que a razão de sua existência é defender o partido X e o líder Y. Dez minutos depois, reafirme que eles são os melhores. Mais 15 minutos, acrescente que quem não concorda é cretino. Logo você terá uma rede social só com membros do seu partido.

5. Use sua conta para promoções comerciais. Fulano pede para ser seu amigo. Você aceita. Em seguida vem um post do tipo: “Oportunidade única de 3 dormitórios e garagem na Vila Gumercindo”. É porta na cara do “amigo” corretor.

VEJA TAMBÉM:

6. Trate “amigo” como íntimo. O fato de o Facebook chamar seus contatos de “amigos” não quer dizer que esse status possa ser levado a sério. Pois tem gente que mal estabeleceu amizade e manda um recado do tipo: “Oi, eu estou precisando de um livro que só vende na sua cidade, você poderia comprar e me mandar pelo Sedex? Pago assim que chegar”. É o caso de mandar um vidrinho de Simancol junto.

7. Escreva sobre suas sensações. “Nossa, estou com muita fome, mas, com esse frio, quem não fica? Já botei quatro agasalhos, mas não tem jeito, tô arrepiado.” Sabe quantas pessoas vão se interessar por essa informação? Uma. Sua mãe.

8. Seja negativo. Quando alguém escreve um post elogiando um filme, um prato, uma viagem, não é muito educado que você destrua o prazer dele. Mas, se quiser acumular mágoas no seu círculo de amizades, vá em frente.

Dagomir Marquezi é jornalista e já escreveu novelas, biografias, quadrinhos, peças de teatro. Mas ainda não plantou uma árvore.