7 resorts de luxo que os milionários vão para curtir as férias

Como é possível aproveitar suas férias em cenários paradisíacos, com conforto e e muito requinte

taiti

 (Turismo Taiti/Reprodução)

Como será que os ricos projetam as férias de verão?

Enquanto muitos de nós fazem orçamentos de aluguel de carro, procurando o melhores preços, uma pequena sociedade de turistas de elite vai reservar jatinhos com Dom Pérignon para destinos que muitas pessoas só sonham.

Mas o crème de la crème dos endinheirados fica em lugares cujos preços a gente sequer imagina.

A busca por exclusividade é tamanha que estamos falando de fortunas semanais gastas em bangalôs ou suítes presidenciais.

Anne Scully, da McCabe World Travel, diz que, quando se trata de escolher o resort certo, tanto a hospitalidade quanto a oportunidade de experimentar uma cultura são fundamentais para os ricos.

“As pessoas ricas são diferentes porque podem pagar mais opções, mas isso não significa que tenham melhores férias”, disse ela. “Para ter ótimas férias, o cliente deve estar aberto a novos gostos, culturas e dar um salto de fé com novas oportunidades.”

Do paraíso de Bora Bora às savanas da África do Sul, conheça sete points para colocar na lista .

 

1. Aman Sveti Stefan, em Montenegro

montenegro

 (Shuttershock/Reprodução)

Com preços a partir de US$ 4.500 por noite (pouco mais de R$ 18 mil), o Aman Sveti Stefan oferece uma suíte de dois andares com piscina privativa e vista para a costa do Mar Adriático.

O resort ocupa uma vila do século XV e possui um spa gigantesco.

Quando você estiver tomando sol em uma das três praias de areia cor-de-rosa da propriedade, a opção é passear pelas cidades e ilhas da Croácia, passando a noite na cidade de Hvar e visitar o Ezon, Patrimônio Mundial da UNESCO em Dubrovnik.

 

2. Ilha privada de Gladden, em Belize

newaerialforsite

 (Reprodução/Divulgação)

Para quem quer privacidade, não existe endereço melhor.

O resort ao longo da costa de Belize permite que os hóspedes tenham uma ilha só para si por US$ 3.000 (próximo a R$12 mil) por noite.

Gladden é tão particular que toda a equipe fica em uma ilha separada e pega um barco para ir e vir durante o atendimento aos afortunados.

Vale tomar um café da manhã no terraço, com vista para as montanhas maias e a reserva da marinha.

 

3. Belmond Grand Hibernian, na Irlanda

irlanda trem

 (Shuttershock/Reprodução)

Viajar a Irlanda para andar de trem pode não ser uma opção muito luxuosa, certo?

Pense de novo.

O Belmond Grand Hibernian oferece pacotes ultra-deluxe de férias, em passeios pelo território irlandês.

As paradas incluem palácios do século 17, castelos de contos de fadas e o icônico Cliffs de Moher, o cartão postal do país.

Os preços variam de US$ 3.000 a US$ 11.000 por pessoa (de R$ 12 mil a R$ 44 mil).

O elegante trem gregoriano oferece cozinha irlandesa moderna, música ao vivo e luxuosas cabines compactas.

 

4. Soneva Jani Resort, nas Maldivas

praia

 (Shutteshock/Reprodução)

Os paraísos de capa de revista que você costuma ver por aí com certeza têm as Maldivas como exemplo.

Composta por mais de mil ilhas de corais no Mar Laccadive, o lugar é o destino quase perfeito.

Debruçados sobre a lagoa azul Medhufaru, as vilas aquáticas oferecem telhados retráteis para observação de estrelas e têm toboáguas, ideais para crianças (ou para nosso lado que não quer crescer).

O resort inclui cinco ilhas e só pode ser alcançado por voo de hidroavião ou por uma lancha.

Para desfrutar desse sonho, há a opção do quarto básico, que custa entre US$ 1.754 e US$ 4.783 por noite, (pouco mais de R$ 7 mil a quase R$ 20 mil).

Os quartos mais exclusivos, no entanto, podem passar de US$ 14 mil, mais de R$ 56 mil.

 

5. Tswalu Kalahari, na África do Sul

safari

 (Shutteshock/Reprodução)

Alguns ricaços também trocam praias por um luxuoso safari sul-africano.

O Tswalu Kalahari fica na maior reserva de caça privada da África do Sul, ocupando mais de 420 quilômetros quadrados de área selvagem.

A savana e as montanhas da reserva abrigam mais de 80 espécies de mamíferos e centenas de espécies de aves.

O Tswalu Kalahari chegou a ser incluído na seleção inicial da National Geographic de Exclusivas do Mundo, escolhida por sua “excelente experiência como convidado, apoiando a proteção do patrimônio cultural e natural e adotando práticas de turismo sustentável”, disse um comunicado de imprensa de 2015.

O alojamento mais barato custa US$ 500 a diária (pouco menos de R$ 2 mil).

 

6. Borgo Santo Pietro, na Itália

italia

 (Shutteshock/Reprodução)

Imagine uma propriedade na zona rural da Toscana, repleta de vinhedos, pomares com aroma doce de onde os chefs estrelados no Michelin escolhem os ingredientes à mão.

Isso existe no Borgo Santo Pietro, um hotel-boutique cinco estrelas situado em uma villa do século XIII.

Lá, os visitantes podem caçar de trufas (sim, isso mesmo) e até andar de helicóptero pelo interior da Itália.

As taxas variam de US$ 620 (próximo a R$ 2500) por noite para uma villa delux e mais de US$ 3.000 (mais de R$ 12 mil) por noite para uma suíte Pool House.

 

7. St. Regis Bora Bora Resort, Taiti

taiti

 (Shutteshock/Reprodução)

Os exuberantes bangalôs de St. Regis Bora Bora estão situados próximas ao Monte Otemanu, por si só um deslumbre.

Os hóspedes podem simplesmente abrir a porta para mergulhar nas águas cristalinas do santuário subaquático protegido do resort.

As vilas do St. Regis Bora Bora variam entre a Villa Superior Overwater, custando cerca de US$ 1.600 por noite (R$ 6400) , e a a Royal Estate Villa, que pode custar US$ 19.500 por noite (cerca de R$ 78 mil).

A propriedade é também a casa de um restaurante criado pelo famoso chef Jean-Georges Vongerichten.

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você