9 conselhos de viagem que você nunca ouviu antes

Reveja seus dotes de viajantes e evite perda de tempo, contratempos de última hora e até dor de barriga. Que tal fazer as malas sabendo mais?

viagem

 (Pixabay/Reprodução)

Antes de fazer as malas é comum que procuremos algumas dicas para que a experiência de rodar o mundo seja a melhor possível.

Que é essencial levar um adaptador de tomadas, reservar um tênis extra e ter cuidado com o passaporte, você já cansou de ler.

Vamos, então, além do básico. Confira alguns dos principais macetes que nunca deram para você.

Até agora.

 

1. Alugue um hotspot de Wi-Fi

wifi viagem

 (Pixabay/Reprodução)

Você já deve ter escutado que é interessante comprar um chip fora do país, certo?

Mas mesmo viajando para capitais cosmopolitas, onde teoricamente o sinal é bom, são grandes as chances de sofrer com a queda recorrente da internet.

Para não perder a cabeça enquanto estiver longe de casa, opte por um hotspot móvel – é barato e bem mais eficiente.

Além de serem criados especificamente para isso, lembre que chips baratos não oferecem o melhor serviço das operadoras.

2. Nada de perder tempo com a mala

mala

 (Pixabay/Reprodução)

Não confunda um check-list simples com uma verdadeira auditoria de roupas e pertences.

Em primeiro lugar, perca o hábito de levar várias malas, uma porção de casacos e botas desnecessárias.

Enrole as roupas, leve o essencial e não tenha medo de repetir a calça jeans por alguns dias.

Isso, por isso só, já vai tornar a tarefa de guardar tudo uma coisa bem mais fácil.

 

3. Bolsinha dos remédios

remédio

 (Pixabay/Reprodução)

Não tenha vergonha de levar um remédio para a diarréia, principalmente se for uma viagem à Tailândia, onde as comidas são apimentadas e podem pegar seu sistema digestivo de surpresa.

Além disso, um laxante, anti-inflamatórios e remédios contra a gripe também devem constar em um pequeno necessaire (pequeno, viu?).

Ainda que existam seguros-viagem, muitos países só permitem a compra de medicamentos simples com receita médica.

Ou seja: leve o básico para uma emergência que o faça ir à farmácia, mas não a ponto de ir ao médico.

Se quiser descrever seus sintomas em japonês, a escolha é sua.

 

4. Precaução financeira

cartão de credito

 (Pixabay/Reprodução)

Ainda que os cartões internacionais dêem conta de tudo, eles não são “irroubáveis” nem “imperdíveis”.

Um rolê no bar e sua carteira pode muito bem cair do bolso e aí vai ser bem difícil explicar tudo em um boletim de ocorrência.

Por isso, leve sempre um cartão reserva com uma pequena quantia e um cartão pré-pago (e o deixe no hotel).

Na pior das hipóteses, você vai ter uma quantia mínima para resolver seus problemas.

 

5. Roupas que não amassam, por favor

roupas viagem

 (Pixabay/Reprodução)

A menos que você esteja indo fazer uma entrevista de emprego em outro país (nesse caso, recomendamos uma lavanderia local), você deve sempre priorizar roupas menos rebeldes.

Não encha a mala com tecidos que só ficam bem em cabides – como camisas de linho, jaquetas com material mais duro.

Ao chegar no hotel, não deixe tudo amassado dentro da mala.

Deixe a maior quantidade possível esticada ou pendurada no armário (peça mais cabides se for necessário).

Viajante, sim. Desleixado, nunca!

 

6. Líquidos a bordo

garrafa

 (Pxhere/Reprodução)

Os que viajam com frequência devem compartilhar de um pensamento: ao que parece, regras sobre a quantidade de líquido permitida a bordo parecem mudar o tempo todo.

Para não ficar no bom e velho dilema na sala de embarque e nem correr o risco de jogar fora um uísque inteiro, seja esperto.

Se for uma lembrancinha, compre uma minigarrifinha, que geralmente está dentro das normas para ir na bagagem de mão.

Caso contrário, não tenha medo de despachar, mesmo se for preciso enrolar a garrafa em roupas grossas.

 

7. Mantenha seus documentos online/na nuvem

homem notebook

 (Pixabay/Reprodução)

Passaporte, RG, CPF e eventuais papéis importantes na viagem não podem ficar à mercê do destino.

Muitos países são extremamente rígidos com estrangeiros sem identificação.

Para evitar estresse, mantenha tudo em DropBox ou mesmo salvo no e-mail, só em caso de imprevistos.

Lembre-se de que furtos, acidentes e até vacilos também cruzam as fronteiras.

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você