Empreendimentos assinados por marcas de luxo são a nova onda em Miami

E você ainda pode comprar uma cobertura e levar um Aston Martin de brinde — se tiver 50 milhões de dólares na conta

Porsche Design Tower Cobertura da Porsche Design Tower.

Cobertura da Porsche Design Tower. (Porsche/Divulgação)

Se há um lugar no mundo em que ostentar parece não sair de moda, esse lugar é Miami.

Para se diferenciar dos diversos condomínios de alto nível que pipocam na cidade da Flórida, novos empreendimentos imobiliários estão se associando a marcas de luxo da moda e, mais recentemente, de automóveis.

Assim, é possível morar em um prédio com assinatura de Giorgio Armani, Fendi, Missoni, Porsche ou Aston Martin. Quer dizer, possível para quem tem centenas de milhares de dólares.

Um apartamento dessas grifes chega a custar 20% a mais do que outro empreendimento de luxo.

Mas o público-alvo — milionários dos Estados Unidos, do Canadá e da Europa (além de brasileiros e mexicanos) — aparentemente está disposto a pagar. “A tendência é a evolução natural do mercado de alto luxo de Miami”, diz Matias Alem, brasileiro fundador da BRG International, que comercializa apartamentos em todos esses prédios.

“No começo, o diferencial era oferecer quadras de tênis, campos eletrônicos de golfe e amenidades de resorts. Depois, arquitetos estrelados.

Mais tarde, marcas hoteleiras como Ritz, Four Seasons e St. Regis passaram a assinar os empreendimentos. E chegaram as grifes de moda e de veículos.”

A tendência existe também em Dubai, Londres, Milão e Nova York.

Mas é Miami que mais atrai brasileiros, embora o número de compradores tenha caído por causa da crise. “É uma das cidades líderes no mundo em empreendimentos com marcas reconhecidas”, diz Matias.

“Alguns compram, sim, pela ligação com a marca, mas não é a maior parte. O que a grife faz é dar tranquilidade à aquisição, porque o comprador sabe o padrão de qualidade que vai encontrar.

A grife fecha o negócio.” Ao lado, mais detalhes de quatro empreendimentos em Miami.

 

Efeito crise

Em 2014, os brasileiros eram 60% dos compradores de imóveis de luxo em Miami. Com a crise daqui, hoje eles são menos de 10% do total

 

Residences by Armani Casa

Residences Armani Casa

 (Armani/Divulgação)

São 308 apartamentos dispostos em um prédio de 60 andares, assinado por Giorgio Armani e pelo arquiteto César Pelli em Sunny Isles, uma das áreas mais luxuosas de Miami.

A previsão de entrega é no ano que vem.

O elevador de alta velocidade dá acesso privativo à maioria dos imóveis, que têm janelas que vão do chão ao teto e dão vista para o mar.

Os móveis da cozinha e do banheiro são projetados pela Armani Casa e o apartamento pode ser todo decorado pela marca, com custo extra.

Residences Armani Casa

 (Armani/Divulgação)

Na área comum, há bar, spa, academia, sala de apreciação de charutos e vinhos, salão de jogos e teatro. As unidades custam a partir de 3,5 milhões de dólares.

 

Porsche Design Tower

Porsche

 (Porsche/Divulgação)

A torre de 60 andares tem apartamentos de 443 a 880 metros quadrados, e coberturas de 1 350 metros quadrados.

Localizada em Sunny Isles, conta com três piscinas (uma com borda infinita e em frente ao mar), restaurante, spa, concierge, simuladores de golfe e de corridas de carros, cinema e piscinas nas varandas dos apartamentos.

Mas o grande atrativo são três elevadores de vidro para carros (de 40 milhões de dólares) e a garagem privativa dentro de casa, não importa o andar.

O dono pode subir dentro do próprio veículo até seu imóvel em até 90 segundos. Os preços vão de 6 milhões a 33,5 milhões de dólares.

 

Aston Martin Residences

Aston Martin Residences

 (Aston Martin/Divulgação)

Mais recente empreendimento, o prédio de 66 andares tem formato de veleiro e fica em Downtown.

Com previsão de entrega para 2022, tem áreas comuns com decoração inspirada no veículo predileto de James Bond. Ainda há unidades à venda e o preço é dos mais baixos dos condomínios do tipo, a partir de 8 mil dólares o metro quadrado.

Como as unidades não são enormes, é possível comprar uma por 600 mil dólares.

A cobertura, no entanto, sai por 50 milhões de dólares. Mas com um brinde da Aston Martin: um superpotente esportivo Vulcan.

 

Fendi Château Residences

Fendi Château Residences

 (Fendi/Divulgação)

O requinte do design da grife italiana está tanto nas áreas comuns quanto nos apartamentos.

Exclusivo, o edifício-butique na badalada Collins Avenue tem 12 andares e 58 imóveis. Entre os atrativos, mármore italiano nos banheiros de todas as residências e armários da grife Fendi Casa.

As áreas das unidades podem chegar a 650 metros quadrados e os preços, a 20 milhões de dólares.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você