Veleiro compartilhado: a nova onda da economia colaborativa

O conceito de "time sharing" (ou compartilhamento de tempo) desembarcou nas baías, gerando uma opção rentável aos apaixonados por vela

Veleiro

 (Wikipedia Commons/Reprodução)

Velejador assíduo há quase dez anos, o economista carioca Felipe Ramos, 33, sempre soube que navegar era preciso.

Unindo o hobby náutico ao chamado time sharing, que pressupõe o uso compartilhado de alguns bens, ele abriu as portas do PNL III, sua embarcação própria que tornou-se também sua residência.

Em 2017, criou o Clube da Vela para quem pretende cortar os mares de forma mais econômica.

O clube permite que o usuário desfrute, através de um sistema de cotas, de uma das duas opções de veleiros da rede PNL oferecidas na marina de Paraty (RJ).

É possível usar um dos possantes por até 25% do valor da embarcação, sem a dor de cabeça dos altos custos de limpeza e manutenção.

“No Brasil, a vela ainda é um esporte caro”, diz Felipe.

“Fico muito feliz de proporcionar isso a outros velejadores. Quanto mais a gente puder baratear e fazer outras pessoas entrarem no mundo náutico, melhor.”

Cada grupo de cotistas tem apenas quatro pessoas, o que dá uma certa sensação de exclusividade apesar do compartilhamento.

“Sempre brinco que nossos cotistas têm que ser gente boa. A ideia é fazer um grupo unido, de amigos”, afirma Felipe.

Paraty

 (Wikipedia Commons/Reprodução)

 

Palavra do capitão

Fazer parte do Clube da Vela é fácil, segundo seu criador, Felipe Ramos.

Basta ter paixão, habilitação e disposição para se aventurar pelo mar.

“Se o cotista for arrais amador [uma das categorias mais básicas de habilitação], só pode ficar na região de Paraty”.

“Mas o mestre amador não tem restrição, desde que respeite uma distância de 20 milhas da costa, como é estipulado pela Marinha”, explica Felipe, que tem a expectativa de expandir o negócio com parcerias nacionais e internacionais.

 

Os monstros dos mares

PNL III 

Clube da Vela

 (Clube da Vela/Divulgação)

Modelo: Brasília 32
Tamanho: 9,75 m
Cota: R$ 30 mil
Taxa mensal: R$ 900
Por dentro: uma cabine, banheiro, convés espaçoso para até cinco pessoas, com a opção de pernoite a bordo
Vantagem: um modelo deste custa a partir de R$ 90 mil

 

PNL IV 

Clube da Vela

 (Clube da Vela/Divulgação)

Modelo: Delta 36
Tamanho: 11 m
Cota: R$ 120 mil
Taxa mensal: R$ 1.300
Por dentro: duas cabines, banheiro com água quente e uma experiência incomparável para até sete pessoas, com a opção de pernoite a bordo
Vantagem: um modelo deste custa a partir de R$ 400 mil

Newsletter Conteúdo exclusivo para você